sexta-feira, março 06, 2009


que sol virá contrariar o tempo intumescendo o amor
se da escuridão regressa a brisa
e a primavera
e o luar modela a rocha lisa no frio púlpito da miséria.

que odor maior que remate que memória me devolverá o mar?

mariagomes
março, 2009




4 comentários:

BAR DO BARDO disse...

lindo por demais

fred disse...

Belo, Maria.
Beijo

Pedro S. Martins disse...

muito bom.

ParadoXos disse...

preciso de palavra pra dizer as tuas, esta: SUBLIME!!



imenso, fraterno abraço, Maria!

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters