segunda-feira, março 23, 2009

5 comentários:

adelaide amorim disse...

Cara Maria, ando um pouco distante da web, com pouco tempo para ver e ler o que os amigos como você costumam trazer, e que é tanto. Hoje consegui ler os últimos poemas (muito belos) e ouvir a cantora, que não conhecia. Valeu a pena.
Beijos.

mariagomes disse...

Pedro Homem de Mello, desaparecido há 23 anos, foi o poeta eleito de muitos fadistas.
É dele também aquele poema, POVO QUE LAVAS NO RIO, imortalizado na voz de Amália Rodrigues.

É fabulosa esta interpretação de Mariza! Diria que a poesia se incorporou na fadista, ou a fadista na poesia... de Pedro Homem de Mello, no seu BARCO NEGRO.


beijos e abraços
maria

alice disse...

apesar de continuamente ler as suas poesias em silêncio, hoje não poderia deixar de agradecer este vídeo, tocante e comovente. já vi a marisa ao vivo e sei o quanto esta voz e esta emoção nos podem contagiar. um grande beijinho.

BAR DO BARDO disse...

também desconhecia mariza

azar o meu

Rosa dos Ventos disse...

Belíssima interpretação!

Abraço

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters