quarta-feira, fevereiro 18, 2009





tremo não me equilibro cultivo a lira a flor-de-lis vocábulos
lisos - naquele baixio cultivo a ânsia nesta dádiva
de nevoeiro que em mim descansa.



mariagomes
fev,2009


7 comentários:

Adriana disse...

o nevoeiro que descansa, a flor de lis, a calmaria,tudo aqui é belo.

Maria Toscano disse...

que descanse o nevoeiro, pois! porque a mg
foi cirandada, desde o "Do Inatingível" até ao sulmoura
...
é só passares no sum e ler, e ... escrever...
:-)
(não, não é aquela, a dita, que se serve fria: é porque gosto mesmo destas "oficinas", ok?)
:-)

bjsss, da mt para a mg

mariagomes disse...

oh please mt, de novo? Já por aqui passou essa oficina...
que outros a sigam.

bjs sn
maria

BAR DO BARDO disse...

bom texto. mais um?

ParadoXos disse...

palavras depuradas e cristalinas!
beijos deste angolano que te lê em silencio!

Heduardo

ParadoXos disse...

olá Maria, doravante este teu lugar de encantos será prioritário entre os tantos que há.
um beijo grato!

gabriela rocha martins disse...

um convite ao silêncio

e
à meditação



.
um beijo

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters