quarta-feira, julho 19, 2006

ei-la continuamente cega intuitiva
é um poema a expiação um anjo ferido

o luar é ainda uma gota a mergulhar

ei-la de novo ao tear - a terra anciã
oráculo tremor invisível
sobe às mais altas torres da felicidade pela manhã.


mariagomes
julh.06

3 comentários:

Anónimo disse...

maravilha quase...

mariagomes disse...

caríssimo anónimo!

grata pelo seu comentário à minha oficina de poesia que deverá continuar, "se para tal me ajudar o engenho e a arte"...


mariagomes

Simão disse...

"o luar é ainda uma gota a mergulhar"...destaquei este verso em particular.O poema é muito bonito.Continua.

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters