domingo, julho 02, 2006

eu acolho-te na fonte de palidez pura

sonhei murar os cristais solares dos liames da loucura
a grande noite.

mariagomes
29jun.06

5 comentários:

J.T.Parreira disse...

Maria Gomes, um poema pequeno(tamanho)que contém três versos distintos.Gostei.
João

Márcia disse...

um pequeno poema imenso. e belo, como sempre é a sua poesia.
beijo daqui, amiga.

desire ou your-shell disse...

Bom espaço.
Gostei.

bjinhos


desire

ana rüsche disse...

maria!

caí por aqui por acaso, coisas do google - que maravilha teus poemas, li muitos, muitos, você escreve bem demais.

beijinhos todos

mariagomes disse...

o meu agradecimento pelas vossas palavras,

um beijinho
mariagomes

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters