quarta-feira, maio 28, 2008


se fosse minha a noite de trazer as mãos cilíndricas,
todo um apuro que preenchesse um campo de brados seculares.
se fosse minha a prolífera devastação…
ah, se fossem os cumes subversivos
a cinza dos meus versos,
a mítica anuência que eximiu o sangue de um tear fugaz,
hoje, ouviria o fruto cravado nas mandíbulas dos palmares!


mariagomes
maio,2008

2 comentários:

LM,paris disse...

La grenade est le nom du fruit , en français.
é lindo o seu blog, adoro a suas poesia, as que publicou de outros poetas.
Gosto de pintar, desenhar a grenade, tem uma simbologia forte.
Rouge.
Obrigada por este momento en dehors du temps.
abraço de Paris
LM

addiragram disse...

Que boa surpresa!Há quanto tempo não chegava aqui...Parabéns!

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters