sábado, setembro 03, 2005

o amor

todo o deserto cabe na boca.

os levantes vêm do fim.

é assim o amor, ondulação lírica
na língua
inexplicável do fogo.

um roubo.

mariagomes
3set.2005

7 comentários:

maat disse...

"é assim o amor, ondulação lírica..."


brilhante,amiga.


bjs,

mariah

jorge disse...

clap! clap! clap!

Alexandre disse...

todo o deserto cabe na boca, onde há o silêncio feito de intermináveis horas e angustiante lonjura...

f.s.m. disse...

deserto/levante ..
amor, ondulação lírica/fogo ...
roubo.

Belíssimo, cheio de remeniscências de vivências, do mistério da imensidão do deserto e do amor. o roubo vem depois.
Muito bonito.

Anónimo disse...

uma obra de arte.parabéns
http://amcosta.blogs.sapo.pt

r.e. disse...

o sabor lírico. parabéns. J.

mariagomes disse...

o meu beijinho de agradecimento a todos,

maria

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters