segunda-feira, agosto 23, 2004

a noite límpida

"
"The Rest" by Pablo Picasso



dorme;
pelo amor das cerejeiras chegou a noite límpida.
um ciciar como vinha o vento
que ardia, furto do lume do teu corpo.
pelo amor todo dos frutos, consome
a brancura inatingível das primaveras; dorme.

mariagomes
ag.2004

4 comentários:

Márcia disse...

Coisa mais linda, Maria. Beijo por ele.
Ah, coloquei finalmente o link da romã nos meus blogs, tá?

http://www.tabuademares.blogger.com.br

http://www.mudancadeventos.blogger.com.br

http://alfabeto.blogspot.com

Anónimo disse...

Belo poema que quase ia perdendo....

(creio que há uma pequeha gralha no 1ºverso:pelo o amor, não me parece:pelo amor)

Beijo

Amélia

mariagomes disse...

não foi uma gralha, amélia.
primeiro escrevi "pelo amor", depois "pelo o amor"
e fiquei indecisa sem saber que forma estava correcta.
é "pelo amor"?

mariagomes disse...

é.

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters