quarta-feira, outubro 06, 2004

a saudade


a saudade é fria, meu amor. é uma viagem ao contrário,
como a viagem daquele dia que estremecia o pensamento.
a saudade, meu amor, é mandar um beijo em voz alta,
e ver um rosto perdido na respiração.
no cais, no carril, entre a cidade, no bilhete do metro
com o lápis da memória escrevê-la-ei, para que se apague.

mariagomes
jul.2004 ( revisto out.2004)

2 comentários:

LetrasAoAcaso disse...

A Saudade é algo nosso. Intrinsecamente nosso.
Maria, faltam-me as palavras.
Sobram , porém os sentires.
Grato por mais este magnifico pedaço de paz.

mariagomes disse...

e é do sentir que a poesia se alimenta, por quem a lê.

:-)

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters