quinta-feira, novembro 11, 2004

o que diz o poeta...





Autopsicografia


O poeta é um fingidor.
Finge tão completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente.

E os que lêem o que escreve,
Na dor lida sentem bem,
Não as duas que ele teve,
Mas só a que eles não têm.

E assim nas calhas de roda
Gira, a entreter a razão,
Esse comboio de corda
Que se chama coração.


Fernando Pessoa

3 comentários:

amita disse...

Muito conhecido, muito actual, muito só dele. Bjinhos. Adorei reler o poema.

amita disse...

Muito conhecido, muito actual, muito só dele. Bjinhos. Adorei reler o poema.

amita disse...

Muito conhecido, muito actual, muito só dele. Bjinhos. Adorei reler o poema.

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters