quinta-feira, fevereiro 10, 2005

a emoção ao criar


Augusto dos Anjos
(1884 - 1914)



Em entrevista concedida a Licínio Dias dos Santos em 1914, o grande poeta Augusto dos Anjos indagado sobre o que sentia de anormal quando estava criando seus versos, respondeu:
- "Uma série indescritível de fenômenos nervosos acompanhados, muitas vezes de uma vontade de chorar. "

(Extraído do EU E OUTRAS POESIAS Editora Bertrand, 2001)

3 comentários:

mariah disse...

o acto criativo é bem complexo.
um beijo,


mariah

hfm disse...

E há tanta coisa para lá de cada simples palavra! Um abraço

mariagomes disse...

este é o verdadeiro acto criativo.

um beijo e um abraço
maria

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters