sexta-feira, maio 06, 2005

Quintana, a verdade e a mentira...




Faço parte de algumas Listas de Poesia, é a minha forma de estar net. Tenho amigos, alguns, muitos conhecidos e gosto desse intercâmbio salutar. Isto vem a propósito de, para uma dessas Listas, um amigo ter enviado algumas frases de Mário Quintana, o poeta que encanta porque tem o condão de me transportar para o terreno da infância, e a infância acaba por ser o húmus da verdadeira Poesia.

Quintana disse que “ A mentira é uma verdade que esqueceu de acontecer”. Ora, quando eu era criança, quando ainda nem ler sabia!, eu contava as coisas à minha maneira, misturando a verdade à mentira…. Se é que se pode entender por mentira, a imaginação prodigiosa que uma criança pode ter! Meus pais sabiam destrinçar, na devida altura, as coisas, ouviam-me com toda a atenção... Mas, os meus irmãos não. Muitas vezes, eu era chamada para relatar qualquer facto que tivesse presenciado, e não raras eram as vezes que meus dois irmãos diziam: “ é mentira! tudo o que ela diz é mentira.” Sucede que nem eles, nem eu deixávamos de ter razão. A mentira residia precisamente naquilo que deveria ter acontecido, o pormenor que faltou no que eu tinha visto.

Um belo dia, resolvi contar tudo, sem acrescentar vírgulas. E para meu espanto, de novo, aquela acusação “ é mentira!...” jesus!, como me senti agredida. Gritei então com os dois pulmões: “ Aconteceu verdade!”
Esta frase soou-lhes estranha, e por isso durante algum tempo, meus irmãos, crianças também, riram a bandeiras despregadas. E eu fiquei, claro, mais sozinha do que nunca, com a verdade que tinha acontecido.

mariagomes
maio, 2005

4 comentários:

Márcia Maia disse...

Já aconteceu igualzinho, comigo.

Beijo, Maria.

Se tiver tempo, dê uma olhada aqui:

http:almadobeco.blogspot.com

mariagomes disse...

Já lá fui, Marcinha, e deixei-vos ( como por aqui se costuma dizer) com a batata quente na mão!!

beijo-beijo
maria

Mano disse...

Mana preta,
para ti, as verdades são os sonhos dos teus olhos!
1 bj desde Africa!

mariagomes disse...

Gentil q.b., meu irmão africano!

bjs
maria

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Podes entrar ; tenho as mãos para dizer o disperso canto das águas. Os meus olhos, alagados pelo grito das árvores, são lúcidos ao início do sol. Com o amor das coisas, rejubilo e lanço os braços a um rodopio doce e futuro, a uma tempestade humana. Tudo o que eu espero é sentir o elo da criação que se move, entre mim e ti, e a claridade. ____________mariagomes
Estou no Blog.com.pt

Free Site Counters



Free Site Counters